Lagamar

Natureza, história e fotografia

À medida que nos afastamos da praia arenosa e da ação do sal e das ondas, o solo da restinga torna-se cada vez mais rico em matéria orgânica, originada das próprias plantas do local que morrem e transformam o ambiente.

Maior quantidade de nutrientes dá aos vegetais condições de crescer mais e, consequentemente, originar uma formação vegetal cada vez mais densa e com vegetais maiores, conhecida como mata de restinga.

 

Esse ambiente caracteriza-se pelo solo arenoso com uma pequena camada de matéria orgânica, sobre o qual desenvolve-se grande quantidade de bromélias, samambaias e outras plantas rasteiras.

As árvores são de pequeno ou médio porte, com caules tortuosos e copas que não fecham totalmente a passagem da luz solar. Seus caules são cobertos por trepadeiras e epífitas que buscam a luz apoiando-se sobre outros vegetais. 

A entrada de luz por entre as folhas das copas das árvores, ainda que pouca, estimula a competição por esse recurso. Plantas epífitas crescem sobre o tronco das árvores, cobrindo-os com um manto verde de tons variados. Podem ser encontrados musgos, samambaias, líquenes, bromélias e orquídeas de muitas espécies diferentes. Todos buscam a luz que vem do alto.

 

Porém, como a luz atinge o solo do ambiente, há grande quantidade de vegetação rasteira cobrindo-o. As bromélias predominam e tornam a exploração do local bastante difícil quando não existem trilhas.

Nos locais mais abertos e alagados é comum encontrar o solo forrado com pequenas plantas carnívoras (Droseras sp), que retiram de pequenos animais os nutrientes que o solo pobre não fornece.

 

A mata de restinga pode ser considerada uma formação vegetal intermediária entre a vegetação pioneira das dunas e a mata da encosta, com grandes árvores.

À medida que a floresta se torna mais densa e as árvores mais altas, diminui a quantidade de luz no solo e as bromélias passam a ser encontradas apenas na copa das árvores.

A distância do mar e a vegetação tornam o ambiente bastante diferente da praia arenosa, com outras pressões seletivas. Consequentemente surge uma nova e variada fauna. Há grande quantidade de pássaros cantando nas árvores, mas é difícil vê-los devido aos galhos e folhas. A vegetação rasteira abriga diversos aracnídeos e insetos, além de anfíbios, roedores e cobras.

 

Referências

1) Restinga - http://ecologia.ib.usp.br/labtrop/doku.php?id=labtrop:01_projetos:02_pp:pp_peic:floresta_de_restinga

2) Transição: Restinga x Encosta - http://www.ib.usp.br/ecosteiros/textos_educ/restinga/caract/transicao.htm

3) Características da Restinga - http://www.ib.usp.br/ecosteiros/textos_educ/restinga/caract/caracteristicas.htm

 

Visite o site http://cecgodoy.net/ e encontre outros conteúdos interessantes sobre Ciências da Natureza!

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Red Oranges Green Purple Pink

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction